"O Serviço Nacional de Saúde (SNS) atravessa um período crítico da sua existência. Este contexto resulta de diversas condicionantes, tais como a escassez de recursos humanos na área da saúde, experienciada a nível mundial, o recurso excessivo pelos portugueses a cuidados de saúde em contexto de urgência hospitalar e a elevada dependência histórica do recurso a trabalho extraordinário, por parte dos profissionais de saúde, para assegurar o funcionamento dos diferentes pontos da rede de Serviços de Urgência (SU)", pode ler-se em comunicado enviado às redações.

É ainda referido que "a indisponibilidade manifestada por um número relevante de médicos para a realização de trabalho extraordinário, em função do elevado esforço a que têm estado sujeitos, coloca em causa o atual modelo de funcionamento dos SU, tornando necessária uma reorganização da resposta, de forma a assegurar o acesso, defender a equidade, manter a segurança e promover a eficiência no contexto da prestação de cuidados urgentes e emergentes".

"Os Serviços de Urgência do Serviço Nacional de Saúde, com 83 pontos em todo o país, apesar das limitações identificadas, com o forte apoio do INEM, têm demonstrado capacidade de articulação e suporte, garantindo segurança e qualidade na prestação de cuidados de saúde, de forma planeada, organizada, e assegurando a necessária previsibilidade", pode ler-se em comunicado.

Assim, "na próxima semana verifica-se a alteração em alguns pontos da rede, mantendo-se 44 SU a funcionar em pleno (53%), e nos outros 39 SU constrangimentos nalgumas especialidades (de sublinhar que os Serviço de Urgência Polivalente, por exemplo, incluem mais de uma dezena de especialidades em presença física ou de prevenção, estando nalguns casos apenas uma delas afetada na sua disponibilidade)".

De acordo com o comunicado, "esta semana será importante para avaliar os efeitos dos recentes acordos com os médicos e os impactos que poderão ter na organização das escalas, de forma a se planear a resposta até ao final do ano".

Nesse sentido, "a Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde continua a trabalhar na construção funcional e legal de um modelo de urgências referenciadas, que deverá promover a curto prazo em termos de experiência-piloto".

"O atual processo, apesar de complexo e extremamente sensível, irá seguramente trazer um conjunto de dados e de informação que nos irão ajudar a implementar uma reforma dos serviços de urgência, no sentido de avaliar as reais necessidades, a oferta de recursos humanos e a capacidade de gestão em rede, contribuindo para reduzir o esforço dos médicos e as consequentes elevadas horas extras, e assim construindo um sistema mais sustentável", é ainda referido.

Em relação à atual semana são mais três os serviços de urgência que vão ter constrangimentos a partir de domingo.

O plano indica que as especialidades com mais constrangimentos nas urgências são cirurgia geral, pediatria, ortopedia e ginecologia e obstetrícia, mas há cinco hospitais que apresentam em alguns dias limitações nas urgências da Via Verde AVC, designadamente Viana do Castelo, Guimarães, Guarda, Leiria, Santarém e Garcia de Orta, em Almada.

Na Região Norte, que tem 29 pontos de urgência, serão afetadas 13 urgências em algumas especialidades. No Centro estarão limitados oito dos 17 pontos e na Região de Lisboa e Vale do Tejo 15 das 19 urgências estarão a funcionar condicionadas em algumas especialidades.

A Região do Alentejo tem um dos 12 pontos de urgência limitados e no Algarve duas das seis urgências estarão condicionadas.

Serviços de Urgência

Região Norte – 29 pontos

Com constrangimentos:

  • Unidade Hospitalar de Vila Real – Serviço de Urgência Polivalente
  • Unidade Hospitalar de Chaves – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Mirandela – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Hospital de Braga, EPE – Serviço de Urgência Polivalente
  • Unidade Hospitalar de Viana do Castelo – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Centro de Saúde de Monção – Serviço de Urgência Básica
  • Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães, EPE – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Vila Nova de Famalicão – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Hospital Santa Maria Maior, EPE – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Local de Saúde de Matosinhos, EPE – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Centro Hospitalar Póvoa do Varzim/Vila do Conde, EPE – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar do Vale do Sousa – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Vila da Feira – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica

Sem constrangimentos:

  • Unidade Hospitalar de Lamego – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar de Bragança – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Macedo de Cavaleiros – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Mogadouro – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar de Ponte de Lima – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar de Santo Tirso – Serviço de Urgência Básica
  • Centro Hospitalar Universitário de São João, EPE – Serviço de Urgência Polivalente
  • Unidade Hospitalar de Amarante – Serviço de Urgência Básica
  • Centro Hospitalar Universitário de Santo António, EPE – Serviço de Urgência Polivalente
  • Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, EPE – Serviço de Urgência Polivalente
  • Unidade Hospitalar de São João da Madeira – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar de Oliveira de Azeméis – Serviço de Urgência Básica
  • ACES Tâmega I – Baixo Tâmega – Centro de Saúde de Cinfães – Serviço de Urgência Básica
  • ACES Entre Douro e Vouga I – Feira e Arouca – Centro de Saúde de Arouca – Serviço de Urgência Básica
  • ACES Douro II – Douro Sul – Centro de Saúde de Moimenta da Beira – Serviço de Urgência Básica
  • ACES Alto Trás-os-Montes – Alto Tâmega e Barroso – Centro de Saúde de Montalegre – Serviço de Urgência Básica

Região Centro – 17 pontos

Com constrangimentos:

  • Unidade Hospitalar de Viseu – Serviço de Urgência Polivalente
  • Unidade Hospitalar da Guarda – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Hospitais dos Covões – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar de Aveiro – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Águeda– Serviço de Urgência Básica
  • Hospital Distrital da Figueira da Foz, EPE – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Leiria – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • ACES Dão Lafões – Centro de Saúde de São Pedro do Sul – Serviço de Urgência Básica

Sem constrangimentos:

  • Unidade Hospitalar de Tondela – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar de Seia – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Vila Nova de Foz Côa – Serviço de Urgência Básica
  • Hospitais da Universidade de Coimbra – Serviço de Urgência Polivalente
  • Unidade Local de Saúde de Castelo Branco, EPE – Serviço de Urgência Médico- Cirúrgica
  • Centro Hospitalar Cova da Beira, EPE – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Pombal – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar de Alcobaça – Serviço de Urgência Básica
  • ACES Pinhal Interior Norte – Centro de Saúde de Arganil – Serviço de Urgência Básica

Região Lisboa e Vale do Tejo – 19 pontos

Com constrangimentos:

  • Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, EPE – Serviço de Urgência Polivalente
  • Hospital de Loures, EPE – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgico
  • Unidade Hospitalar de Caldas da Rainha – Serviço de Urgência Médico- Cirúrgico
  • Unidade Hospitalar de Torres Vedras – Serviço de Urgência Médico- Cirúrgico
  • Unidade Hospitalar de Peniche – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar de Abrantes – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Torres Novas – Serviço de Urgência Médico- Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Tomar – Serviço de Urgência Básica
  • Hospital Distrital de Santarém – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Hospital de Vila Franca de Xira, EPE – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, EPE – Serviço de Urgência Polivalente
  • Unidade Hospitalar de Amadora/Sintra – Serviço de Urgência Médico- Cirúrgica
  • Hospital Garcia de Orta, EPE – Serviço de Urgência Polivalente
  • Unidade Hospitalar do Barreiro – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Centro Hospitalar de Setúbal, EPE – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica

Sem constrangimentos:

  • Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, EPE – Serviço de Urgência Polivalente
  • Hospital de Cascais Dr. José de Almeida – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade de Algueirão-Mem Martins – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar do Montijo – Serviço de Urgência Básica

Região Alentejo – 12 pontos

Com constrangimentos:

  • Hospital do Espírito Santo de Évora, EPE – Serviço de Urgência Polivalente

Sem constrangimentos:

  • Unidade Hospitalar de Portalegre – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Unidade Hospitalar de Elvas – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Ponte de Sor – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar do Litoral Alentejano – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Centro de Saúde de Alcácer do Sal – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Odemira – Serviço de Urgência Básica
  • Unidade Hospitalar do Baixo Alentejo – Serviço de Urgência Médico- Cirúrgica
  • Centro de Saúde de Castro Verde – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Moura – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Estremoz – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Montemor-o-Novo – Serviço de Urgência Básica

Região Algarve – 6 pontos

Com constrangimentos:

  • Unidade de Faro – Serviço de Urgência Polivalente
  • Unidade de Portimão – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica

Sem constrangimentos:

  • Unidade Hospitalar de Lagos – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Albufeira – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Loulé – Serviço de Urgência Básica
  • Centro de Saúde de Vila Real de Santo António – Serviço de Urgência Básica

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.