"Encontrámos dez novas vítimas mortais à noite", revelou o ministério, em comunicado.

"O número de mortos aumentou para 40", adianta a nota, acrescentando que ainda há esperança de encontrar vivas algumas das vítimas presas nos escombros.

O sismo de terça-feira foi o mais poderoso das últimas décadas neste país dos Balcãs. O primeiro e mais forte abalo, com uma magnitude 6,4 na escala de Richter, foi registado às 03:54 locais (01:54 de Lisboa), tendo sido seguido de quatro réplicas com magnitudes entre os 4,8 e os 5,4 da mesma escala.

A União Europeia (UE) já se ofereceu para ajudar a Albânia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.