Desde que ganhou as eleições legislativas com maioria absoluta em 2022, o PS tem vindo a cair nas intenções de voto do barómetro da Cesop, com o PSD a manter-se à beira dos 30%.

De acordo com esta sondagem, efetuada  entre os dias 15 e 24 de novembro, a maior subida na intenção de voto é no Chega, que passa de 10% em julho para 16%. A Iniciativa Liberal sobe de 7% para 9%, o PAN de 1% para 2% e o CDS também de 1% para 2%, em relação a julho deste ano. Bloco de Esquerda e PCP também descem de 7% para 6% e de 4% para 3%, respectivamente.

Em termos dos indecisos, a sondagem do Cesop mostra um acréscimo neste número. Em relação a julho deste ano, subiu quatro pontos percentuais, estando agora em 22%.

O Cesop explicou que optou por fazer a distribuição destes indecisos considerando também os que, embora não tendo a certeza de ir votar, manifestaram intenção de voto. Esta opção por parte do Cesop deveu-se ao facto de não haver ainda líder do PS no momento em que foram feitas as entrevistas. No PS as eleições para secretário-geral estão em curso, com eleições directas nos dias 15 e 16 de dezembro, sendo que há três candidatos: Pedro Nuno Santos, José Luís Carneiro e Daniel Adrião.

De recordar que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou eleições antecipadas para o dia 10 de março.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.