Daniels, que afirma ter mantido uma relação com Trump — o que o presidente norte-americano nega — foi detida por um delito menor. A detenção teve lugar durante uma apresentação num clube de Ohio, afirmou o advogado Michael Avenatti no Twitter.

Segundo o advogado, Daniels foi detida por alegadamente ter permitido que um cliente lhe tocasse — de maneira não sexual — enquanto estava em palco.

"Isto foi uma armação com motivações políticas. Isto cheira a desespero. Vamos lutar contra as acusações falsas", assegurou Avenatti. "Estão a dedicar recursos das forças de segurança para operações como esta? Tem que haver prioridades mais importantes!!!", acrescentou.

Daniels, cujo nome verdadeiro é Stephanie Clifford, enfrenta Donald Trump na justiça. A atriz quer que seja anulado um acordo assinado em 2016 e pelo qual recebeu 130.000 dólares em troca do silêncio sobre a relação que teria mantido com Trump em 2006.

O acordo foi concluído antes da eleição de Donald Trump à presidência, em 2016. A atriz exige a anulação do mesmo, alegando que não foi assinado por Trump.

O presidente, por sua vez, nega que teve qualquer relação com a atriz, mas o seu advogado Michael Cohen confirmou que pagou do próprio bolso os 130.000 dólares a Daniels.

O Presidente dos Estados Unidos admitiu mais tarde num relatório sobre as suas finanças que reembolsou o seu advogado pessoal, Michael Cohen, de um pagamento feito por este à atriz Stormy Daniels.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.