Num comunicado conjunto, a Câmara do Bombarral e a empresa informaram que estão infetados 20 dos 274 trabalhadores testados.

Dos 20 casos de infeção, que se encontram em isolamento profilático, sete residem no concelho do Bombarral, no distrito de Leiria, e os restantes em concelhos vizinhos.

A central fruteira possui um total de 293 trabalhadores, mas 19 deles encontram-se ausentes da empresa, de baixa médica, explicou a responsável dos recursos humanos da empresa, Joana Torres.

Os primeiros casos de infeção, cujos resultados foram conhecidos na segunda-feira, "estão relacionados com o facto de haver trabalhadores a conviver sem máscara uns com os outros durante a hora de almoço", explicou à Lusa a mesma fonte da empresa.

O surto "não está a pôr em causa o fornecimento" de frutas para o mercado externo e para três cadeias de hipermercados.

Desde o início da pandemia que, dentro da central fruteira, os trabalhadores usam máscara, desinfetam as mãos e o calçado com regularidade, no âmbito do plano de contingência, que aumentou para hora e meia o intervalo entre o fim do primeiro turno e o início do segundo para não haver cruzamento de trabalhadores.

A empresa dividiu também os trabalhadores por várias pausas para o almoço e lanche, para evitar a aglomeração de pessoas.

Desde que os primeiros casos de infeção surgiram, a central está a seguir todas as recomendações das autoridades de saúde, garantiu Joana Torres.

Na sexta-feira, surgiu também um caso positivo na central fruteira ‘Primofrutas', empresa com 40 trabalhadores, no mesmo concelho.

No mesmo dia, o presidente da câmara, Ricardo Fernandes, apelou aos trabalhadores deste setor para limitarem os seus contactos e as suas saídas ao "trabalho-casa" e à população para "redobrar os cuidados e não baixar a guarda".

O Bombarral regista 18 casos de infeção, dos quais 13 estão ativos, quatro curados e um resultou numa morte.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 400 mil mortos e infetou mais de 6,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.479 pessoas das 34.693 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde, divulgado hoje.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.