Em comunicado, a PJ, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, refere que o detido é indiciado pela prática de crimes de homicídio qualificado, ofensas à integridade física graves, falsificação de documentos e detenção de arma proibida.

De acordo com as autoridades policiais, a detenção ocorreu num local inabitado, situado em Castelo Branco, onde o suspeito se havia abrigado, após se ter colocado em fuga do local do crime.

Durante a detenção, o homem identificou-se com um documento falso, encontrando-se “em situação de permanência irregular em território nacional”.

Segundo a PJ, o homicídio aconteceu no dia 14 de março num restaurante no Cacém, no concelho de Sintra, distrito de Lisboa.

Na ocasião, o detido atingiu um homem de 39 anos com vários golpes de arma branca, provocando-lhe a morte.

No mesmo dia, o detido golpeou também uma outra pessoa que tentava acabar com a desavença, tendo-lhe provocado lesões físicas graves.

O homem será presente agora a primeiro interrogatório judicial, no qual será sujeito à aplicação das medidas de coação processual tidas por adequadas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.