As sondagens das últimas semanas já indicavam um aumento da taxa de participação destas eleições regionais.

Na consulta anterior, em 2015, a participação correspondente, quando ainda faltam duas horas, para o fecho das assembleias de voto, era de 63,12%.

Os catalães votam hoje para o parlamento regional em eleições em que o bloco de partidos que defendem a unidade de Espanha vão tentar retirar aos que pretendem a independência a maioria conseguida na consulta de 2015.

As últimas sondagens dão um empate técnico entre os dois blocos sem que nenhum consiga a maioria, mas o aumento da taxa de participação e a transferência votos dentro de cada bloco torna o resultado imprevisível.

As eleições decorrem tradicionalmente num domingo, mas as autoridades centrais de Madrid, que convocaram o escrutínio na sequência de uma inédita crise política, optaram por um dia útil para evitar a votação na véspera de Natal.

Os analistas preveem um grande afluxo de catalães para votarem depois de saírem do seu trabalho, nas últimas duas horas da votação.

Mais de 5,5 milhões de catalães estão inscritos nos cadernos eleitorais e os resultados serão divulgado a partir do encerramento das assembleias, prevendo-se que até às 22:30 (21:30) sejam conhecidos os resultados de 80% dos votantes.

A contagem oficial, feita manualmente, será feita a partir de 24 de dezembro próximo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.