A notícia foi avançada pelo jornal Público na edição de hoje e confirmada à Lusa por Telmo Correia, que indicou que "até ao final da semana, início da próxima" confirmará se será ou não candidato a um novo mandato, e quais as razões que sustentam a sua decisão.

O novo líder parlamentar será eleito no início do próximo mês, "num dia de plenário, pelo que dia 03 ou 11" de março, antecipou o deputado.

Telmo Correia disse também que a convocação de eleições "estava prevista" no seu entendimento, pelo facto de o mandato "ser anual", uma vez que o regulamento parlamentar do CDS prevê um mandato por sessão legislativa.

O deputado foi eleito líder da bancada centrista em 18 de fevereiro do ano passado, por unanimidade, sucedendo a Cecília Meireles que, depois do congresso que elegeu Francisco Rodrigues dos Santos como presidente do CDS-PP, manifestou vontade de deixar o cargo que ocupava desde as legislativas de 2019.

A relação entre os cinco deputados e a atual direção do partido tem sido atribulada, e no último Conselho Nacional, para discussão de uma moção de confiança à liderança do partido (que foi aprovada), os deputados defenderam a realização de um congresso antecipado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.