A informação foi confirmada à agência Lusa pelo capitão do porto da Horta, Rafael da Silva, que adiantou que os dois homens foram avistados na costa norte (entre o farol da Ribeirinha e a ponta dos Cedros), por um helicóptero Merlin da Força Aérea, que se tinha juntado às operações de busca e salvamento ao início do dia.

"Não sabemos ainda, ao certo, o que se passou, porque ainda não tivemos oportunidade de falar com eles, mas sei que estão bem, embora apresentem sinais de hipotermia", explicou Rafael da Silva, satisfeito com o "final feliz" deste episódio.

Tio e sobrinho foram encaminhados, entretanto, de helicóptero, para o Hospital da Horta, para serem observados por um médico, mas estarão livres de perigo.

Os dois indivíduos tinham saído de casa na manhã de sábado para a apanha da erva patinha (uma espécie de alga utilizada na alimentação), mas os familiares só alertaram para o seu desaparecimento ao final do dia.

As buscas, feitas inicialmente apenas por mar e por terra, foram suspensas às 22:30 locais (mais uma hora em Lisboa), e retomadas hoje, por volta das 07:30, apesar das condições climatéricas adversas que se têm feito sentir no Grupo Central, com chuva, por vezes forte, e vento forte com rajadas até aos 70 km/h.

As autoridades vão agora tentar perceber as causas deste desaparecimento, mas é provável que os dois homens tenham ficado retidos na costa, que é de difícil acesso naquela zona da ilha, devido às condições climatéricas que se faziam sentir.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.