A polícia de Chicago, no Estado de Illinois, aumentou as patrulhas em antecipação a um aumento de violência, como tipicamente acontece nos fins de semana do ‘Memorial Day’, em que se recordam os soldados vítimas de conflitos.

Segundo os dados obtidos pelos jornais Chicago Tribune e Chicago Sun-Times, houve mais três homicídios do que os registados nos fins de semana do ‘Memorial Day’ de 2018 e 2019. Doze pessoas morreram durante esse mesmo feriado, em 2015.

Os esforços de fiscalização deste fim de semana incluíam também a interrupção de grandes ajuntamentos, proibidos sob a ordem de confinamento decretada pelo Governador do Illinois, J.B. Prizker.

O Departamento da Polícia de Chicago anunciou que dois polícias sofreram ferimentos ligeiros enquanto dispersavam um ajuntamento no domingo à noite.

A vítima mortal mais jovem é um rapaz de 16 anos que foi baleado no sábado, no Washington Park, em South Side.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (98.223) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,6 milhões) da covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 346 mil mortos e infetou mais de 5,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.