Um oficial da PSP informou que o fogo se circunscreveu a um quarto no segundo andar de um prédio, mas, “devido ao fumo” e à ação de combate às chamas, a casa “ficou sem condições” de habitabilidade.

Segundo o mesmo responsável policial, os três residentes desalojados foram acolhidos temporariamente em casa de familiares.

Uma fonte dos Bombeiros Sapadores de Coimbra (BSC) disse que o alerta foi dado cerca das 16:15, após o incêndio ter deflagrado num colchão de um apartamento, naquele edifício de seis andares, próximo da sede do Comando Distrital de Coimbra da PSP.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) informou que os trabalhos de ataque às chamas e rescaldo envolveram 27 operacionais dos BSC, Bombeiros Voluntários da cidade, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), Cruz Vermelha Portuguesa e PSP, apoiados por nove viaturas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.