Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre indicou à agência Lusa que um homem, que reside na habitação onde ocorreu a explosão, foi assistido no local, e uma mulher, que vive na casa contígua, foi transportada para o Hospital de Santa Luzia, em Elvas.

Segundo fonte dos bombeiros, a outra pessoa desalojada é a mulher que reside na casa onde ocorreu a explosão, que não se encontrava na residência quando se registou o sinistro.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Elvas, Tiago Bugio, referiu que a explosão causou “inúmeros danos nas duas habitações, que ficaram sem condições de habitabilidade”, acrescentando ainda que também dois cães sofreram ferimentos.

O vice-presidente do município de Elvas, Cláudio Carapuça, disse à Lusa que as três pessoas desalojadas, o casal que vive na habitação onde ocorreu a explosão, e uma idosa, que vive na casa contígua, vão ser realojadas pela Câmara Municipal de Elvas.

Segundo o autarca, a explosão provocou estragos na casa, cuja porta foi “projetada para uma distância de 10 metros”, e na habitação contígua, “tendo rebentado uma parede” que divide as duas residências.

A viatura de um dos vizinhos sofreu também danos, de acordo com o autarca.

Segundo fonte do CDOS, a fuga de gás provocou a explosão da garrafa.

O alerta para a ocorrência, registada na Rua de São Pedro, foi dado às 19:35, de acordo com o CDOS, tendo sido mobilizados para o local operacionais e veículos dos Bombeiros Voluntários de Elvas, além da PSP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.