As detenções, que ocorreram no sábado passado, foram divulgadas num comunicado da GNR e numa nota publicada na página de Internet do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora.

A GNR indicou que as três pessoas foram detidas na sequência de três buscas domiciliárias e uma em veículo, no âmbito de uma investigação por tráfico de droga, que "decorre há cerca de nove meses".

Segundo o DIAP de Évora, as detenções, uma por ordem do Ministério Público (MP) e as outras duas por situação de flagrante delito, estão relacionadas com um inquérito em que se investigam suspeitas de tráfico de droga.

Foram apreendidas 2.164 doses de heroína e 86 de cocaína, além de duas armas de fogo e uma viatura, adiantou a Guarda, acrescentando que dois dos detidos têm "antecedentes pelo mesmo tipo de ilícito".

Os suspeitos já foram presentes a primeiro interrogatório judicial, realçou o DIAP de Évora, referindo que a juiza aplicou aos três a medida de coação de prisão preventiva, por entender que se verifica "perigo de perturbação do decurso do inquérito e aquisição da prova e perigo de continuação da atividade criminosa".

O inquérito vai prosseguir os seus termos na 1.ª secção do DIAP de Évora, sendo o MP coadjuvado pela GNR.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.