“Os detidos são suspeitos da prática de diversos furtos qualificados. Em conjugação de esforços, dedicavam-se ao assalto a residências, durante o período diurno, procedendo à abertura de fechaduras consideradas de alta segurança”, descreve o Comando Metropolitano do Porto da PSP em comunicado.

A detenção foi resultado de uma investigação iniciada em fevereiro, “sob a direção do DIAP [Departamento de Investigação e Ação Penal] do Porto, e culminou na quarta-feira com “a detenção de três homens, em flagrante delito”.

Esta operação da Divisão de Investigação Criminal da PSP foi feita “na sequência do assalto a duas residências localizadas na cidade do Porto”, acrescenta aquela força policial.

Os detidos, com idades entre os 26 e os 36 anos, não têm “ocupação profissional ou residência fixa” em Portugal, refere a polícia.

Os homens foram detidos após duas buscas domiciliárias e duas não domiciliárias “na área de Vila Nova de Gaia”, distrito do Porto, afirma aquela força policial.

Durante a operação, a PSP apreendeu 65 mil euros em dinheiro, “diversas peças em ouro e prata”, três automóveis e “diversos artigos de valor subtraídos do interior” das casas.

A PSP apreendeu ainda várias ferramentas usadas para a prática dos crimes, nomeadamente uma fechadura utilizada para abrir outras.

A ação foi feita “no âmbito do combate ao crime de furto qualificado pelos métodos de arrombamento, estroncamento ou utilização de chave falsa”, acrescenta.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.