Os corpos dos 39 imigrantes oriundos do Vietname foram encontrados no passado dia 23 de outubro, na cidade inglesa de Gray, a leste de Londres, depois de terem sido traficados clandestinamente através da Bélgica, num caso de grande repercussão nos meios de comunicação social.

O irlandês Eammon Harrison, de 23 anos, e um outro compatriota, Maurice Robinson, foram acusados de homicídio, depois de ter ficado provado que as 39 vítimas (31 homens e oito mulheres, com idades entre os 15 e os 44 anos) tinham pagado a traficantes para serem transportados até ao Reino Unido.

Hoje, o juiz Donald Binchyh, do tribunal de Dublin, determinou que Harrison deve ser extraditado para o Reino Unido, para enfrentar acusações de homicídio e conspiração para tráfico de pessoas.

Os procuradores alegam que Harrison transportou o contentor até ao porto belga de Zeebrugge, onde foi colocado num ‘ferry’ com destino no Reino Unido, tendo sido recolhido por Maurice Robinson do outro lado do canal da Mancha.

Os advogados de Harrison dizem que o Reino Unido não deve conseguir a extradição, já que os alegados crimes foram cometidos na Bélgica, e disseram que analisarão a possibilidade de um recurso depois de lerem a sentença.

O juiz irlandês anunciou que a extradição fica adiada até dia 04 de fevereiro.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.