"Tenho conhecimento de que há prejuízos muito avultados provocados pelo granizo, não só na vila de Mogadouro, mas em grande parte do concelho. Ainda não é possível contabilizar os estragos já que a informação, só agora, começa a chegar", disse à Lusa, Francisco Guimarães.

De acordo com o autarca, as pedras de granizo eram quase do tamanho de ovos de galinha.

"Eu nunca tinha visto pedras de granizo deste tamanho. Agora a nossa preocupação é estar com os nossos agricultores que viram as suas culturas perdidas", concretizou.

Nas redes sociais, é possível ver a intensidade com que se abateu o mau tempo, assim como o tamanho das pedras de granizo.

Segundo José Carrasco, comandante dos bombeiros de Mogadouro, os operacionais foram "solicitados para várias ocorrências em vários pontos do concelho", acrescentando que os maiores prejuízos relatados foram ao nível das culturas agrícolas, em várias aldeias do concelho.

Já o presidente da junta de freguesia de Tó, no norte do concelho de Mogadouro, António Marcos, adiantou que o granizo que caiu na sua aldeia, durante cerca de uma hora, provocou danos avultados na agriculta, descrevendo as pedras de granizo como semelhantes a bolas de pingue pongue.

[Notícia atualizada às 18:28]

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.