Esta quarta-feira, Donald Trump atacou Dawn Engoran, a mulher do juiz nova iorquino Arthur Engoran na sua rede social Truth Social.

Trump chamou Dawn de "esposa que odeia Trump", também afirmando que a assistente jurídica de Engoran tinha "tomado o controlo do Julgamento de Caça às Bruxas do Estado de Nova Iorque a mim e também ao partido Republicano".

Estes post de Trump na sua rede social, acompanhado de capturas de ecrã, chega no seguimento de supostas mensagens anti-Trump na rede social X, supostamente feitas por Dawn, que já confirmou à publicação Newsweek não ter sido ela.

"Eu não tenho conta no Twitter (agora rede social X). Esta não sou eu. Não publiquei nenhuma mensagem anti-Trump", disse Dawn Engoron.

Na quinta-feira voltou a proibição de fazer comentários públicos sobre o caso para Trump, que tinha sido suspensa há duas semanas, mas a ordem apenas especifica os comentários sobre os membros da equipa do juiz Engoron e não sobre a sua família. Trump já havia chamado de "bandido" ao juiz e à procuradora-geral do estado de Nova Yorque, Letitia James, "corrupta" e "racista".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.