“O povo alemão está a voltar-se contra os seus dirigentes à medida que a imigração abala a já frágil coligação de Berlim. A criminalidade na Alemanha é muito alta. Grande erro em toda a Europa deixar entrar milhões de pessoas que mudaram a sua cultura de modo tão forte e violentamente”, escreveu Trump na rede social Twitter.

“Não queremos que o que se passa com a imigração na Europa se passe connosco”, adiantou o presidente norte-americano, alvo de fortes críticas devido à sua política de “tolerância zero” em relação à imigração ilegal, no quadro da qual cerca de 2.000 crianças foram retiradas aos seus pais.

A chanceler alemã, Angela Merkel, está sob forte pressão da União Social-Cristã (CSU), parceiro do governo que exige restrições à entrada de refugiados.

O ministro do Interior alemão, Horst Seehofer, ameaçou hoje encerrar as fronteiras da Alemanha “em julho” se não for conseguido um acordo entre os dirigentes europeus na cimeira de 28 e 29 de junho.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.