"O embate foi de tal forma violento que o óbito foi declarado no local, apesar das tentativas de reanimação", disse à Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes, António Manuel, que não conseguiu explicar os contornos do acidente.

Segundo a mesma fonte, "homem tinha nacionalidade húngara, nasceu em 1969, e estava integrado num grupo de turistas de passagem por Abrantes, sendo que a vítima decidiu ir praticar parapente a partir do castelo".

"Como decorreu o acidente não sei dizer, mas o embate foi muito violento, com marcas visíveis nas paredes das muralhas. A asa do parapente ficou pendurada numa parte da muralha e o homem embateu frontalmente na muralha do castelo, acabando por falecer", reforçou, tendo referido que os bombeiros foram chamados às 17:31.

O comandante dos bomebeiros adinatou que, "apesar das tentativas de reanimação, o óbito foi declarado no local e o cadáver transportado para a morgue do hospital de Abrantes".

No local do acidente estiveram operacionais dos Bombeiros de Abrantes, apoiados por duas viaturas, a VMER do Médio Tejo e a PSP, num total de 8 operacionais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.