De acordo com o jornal britânico The Guardian, a estátua foi colocada em Trujillo, na região norte do Peru, no início do ano. Apesar das suas dimensões poderem provocar espanto, risos ou indignação, o monumento é uma representação fidedigna da cultura Moche pré-colombiana que nesta zona existiu entre 150 e 700 d.C.

Criada a partir de fibra de vidro vermelha, e simbolizando um totem de fertilidade desses tempos idos, a estátua, apesar do seu pendor cultural, já foi atacada por vândalos, que fizeram um buraco na zona do pénis e, alegadamente, dispararam tiros para o ar quando fugiram.

Esta mácula no monumento é o desenlace da tensa relação que tem causado: colocada junto de um sítio arqueológico, tem atraído muitos turistas, mas tem também provocado indignação junto de alguns membros da comunidade local, que a consideram ofensiva ou inapropriada para crianças.

Peru
créditos: Facebook - Municipalidad de Moche

Arturo Fernández Bazán, governante do distrito de Moche, onde se localiza Trujillo, informou os meios de comunicação locais que "às duas da manhã, três criminosos encapuzados detiveram o segurança de serviço e apontaram-lhe uma faca ao pescoço para impedi-lo de chamar ajuda e dois deles danificaram o falo".

Apesar deste episódio, Fernández Bazán garante que não só se mantém irredutível na decisão de colocar a estátua no local, como vai espalhar mais trinta ao longo do circuito arqueológico para homenagear a cultura Moche — um terço deles vai representar atos eróticos ou nascimentos.

"Na nossa cultura Moche, este tipo de objetos de cerâmica não era considerados eróticos, mas sim representações divinas", explicou o governante.

A ministra da Cultura do Peru, Gisela Ortiz, já reagiu ao caso da estátua, comentando que "a ideia de que crianças não devem vê-la ou que é demasiado ofensiva pertence à era do obscurantismo".

"Nós, como peruanos, devíamos todos ter orgulho da nossa herança diversa, incluindo a sexual ou erótica, que é inerente aos seres humanos", disse ao The Guardian, adiantando que, apesar da violência contra o segurança ser injustificada, talvez seja necessário dar mais contexto da significância cultural da estátua para evitar futuras controvérsias.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.