Portugal registou este sábado um recorde diário de 125 mil pessoas vacinadas contra a Covid-19. A informação foi divulgada, ao final da tarde, pela 'task force' que coordena o programa de vacinação. As vacinas abrangeram hoje funcionários ligados ao ensino e profissionais de serviços sociais, refere a nota da estrutura liderada pelo almirante Gouveia e Melo.

Horas antes, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde tinha afirmado que Portugal não está a equacionar a dispensa do uso de máscara por parte de pessoas vacinadas.

“Tomámos a decisão de, mesmo após vacinação, manter a máscara, manter distanciamento e, portanto, manter as diretrizes da Direção-Geral da Saúde (DGS)”, afirmou António Lacerda Sales, nas Caldas da Rainha, considerando não haver “ainda robustez científica naquilo que é a possibilidade de transmissibilidade [do vírus], nomeadamente nos assintomáticos”.

O tema tem sido levantado depois de os Estados Unidos anunciaram na quinta-feira que vão acabar com a obrigatoriedade do uso de máscaras faciais para pessoas vacinadas, incluindo em alguns ambientes fechados.

Mas se é de recordes que falamos, pela Luz ficou outro por bater. Os Leões viram escapar, numa derrota por 4-3, um dos objetivos da época: ser campeão invicto e fechar as contas com oitchenta e otcho pontos.

O recorde do clube são os 86 pontos registados pelo Sporting de Jorge Jesus em 2015/2016, que não chegou para o título de campeão, uma vez que o Benfica de Rui Vitória somou mais dois pontos e igualou o recorde nacional de pontos numa época: os 88 pontos que já tinham sido alcançados pelo FC Porto na conquista de 2017/2018. Para chegar a este número, seria obrigatório ganhar às Águias e ao Marítimo, na próxima jornada. Com o resultado deste sábado, os Leões 'lutam' pelos 85 pontos.

Mais, depois de 25 vitórias e sete empates, na melhor sequência de jogos sem perder numa edição do campeonato, os comandados de Rúben Amorim perderam pela primeira vez e já não podem acabar invictos, algo que seria inédito numa prova com mais de 30 rondas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.