Segundo o jornal Japan Today, a polícia de Tóquio afirmou que Akitoshi Okamoto, de 71 anos, foi detido na semana passada por ter feito centenas de chamadas durante oito dias consecutivos para um número gratuito do serviço de atendimento ao cliente da operadora KDDI.

Okamoto terá feito 411 chamadas consecutivamente, com queixas como “vá, peçam desculpa por violar o nosso contrato e por práticas de negócio injustas”. A empresa terá hesitado em agir contra o reformado, mas as repetidas chamadas começaram a interferir com a capacidade do centro de atendimento de assistir outros clientes e, após consultar a polícia, seguiu com a queixa criminal.

Esta, porém, pode ser apenas a ponta do iceberg: de acordo com a imprensa nipónica, o idoso terá feito milhares de chamadas de um telefone público, 24 mil ao todo, para expressar a insatisfação com a empresa e ofender os funcionários do atendimento ao cliente. 

"Exigia que os funcionários da KDDI pedissem desculpas por violação de contrato e também costumava desligar rapidamente depois de fazer a ligação", afirmou um porta-voz da polícia. O reformado foi detido sob a acusação de "obstrução fraudulenta de negócios", um tipo de crime considerado contra indivíduos que ajam de forma a tornar impossível às empresas operar de forma normal.

Segundo a polícia, o grande motivo das queixas de Okamoto terá sido o facto do seu telemóvel não captar frequências de rádio, dizendo ser ele “a vítima” deste caso.

O Japão regista um crescente número de problemas sociais provocados pelo rápido envelhecimento da população e o setor das comunicações tem sido particularmente afetado dada a profusão de smartphones no mercado.

Segundo o Japan Today, as lojas de comunicações estão a considerar aumentar as taxas de serviço devido ao grande influxo de clientes idosos que se deslocam aos espaços para pedir ajuda em matérias não relacionadas com o setor de comunicações para se juntar à plataforma de streaming Netflix ou para enviar um email.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.