A UE atualizou ainda a lista dos alvos de sanções, que passou a incluir 259 pessoas e 67 entidades, sujeitas à proibição de viajar para o bloco europeu e ao congelamento de bens.

As pessoas acrescentadas mais recentemente foram incluídas pelo seu papel na utilização de armas químicas.

Entre as sanções atualmente em vigor contra a Síria contam-se um embargo petrolífero, restrições a determinados investimentos, o congelamento dos ativos do Banco Central sírio detidos na UE, restrições à exportação de equipamento e tecnologia que possam ser usados para fins de repressão interna e de equipamento e tecnologia destinados à monitorização ou interceção de comunicações telefónicas ou pela Internet.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.