Após o empate 0-0 na visita ao Paços de Ferreira, da 16.ª jornada da I Liga de futebol, deixando os ‘azuis e brancos’ a seis pontos do líder e tricampeão Benfica, foram escritas frases de descontentamento sobre o atual momento do clube na fachada dos dois imóveis.

No escritório da sociedade de Adelino Caldeira é possível lerem-se frases como "Abutres e comissionistas associados" ou ainda "Depoitre é a culpa do Ferrari vermelho?".

No restaurante na Foz, recentemente adquirido por Alexandre Pinto da Costa, pode ler-se na montra: "Aqui se cozinha o polvo à la comissão", bem como ataques ao filho do presidente: "Alexandre traidor".

O ambiente em torno da equipa de futebol portista tem estado tenso, visando, em particular, as arbitragens dos encontros dos ‘azuis e brancos’.

Na passada sexta-feira, dois indivíduos, envergando roupa alusiva aos Super Dragões, estiveram no centro de treino dos árbitros profissionais, na Maia, onde, alegadamente, terão interpelado e ameaçado Artur Soares Dias, que apitou no sábado o embate dos portistas em Paços de Ferreira.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.