"A AC tem a sua agenda de avaliação para convocar uma antecipação das eleições parlamentares ainda este ano. Estou de acordo em relegitimar o poder legislativo do país e que seja o povo a decidir", disse.

Nicolás Maduro falava para milhares de simpatizantes, na Avenida Bolívar de Caracas, que se concentraram-se para assinalar o XX aniversário da revolução bolivariana, apoiar o Chefe de Estado e condenar a ingerência externa nos assuntos internos do país.

Se não forem antecipadas, as eleições legislativas estão previstas somente para finais de 2020.

A oposição detém atualmente a maioria no parlamento.

No passado dia 21 de janeiro o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) da Venezuela declarou nula a direção da Assembleia Nacional (parlamento) por estar em desacato a decisões daquele organismo.

O presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, autoproclamou-se no dia 23 de janeiro Presidente interino da Venezuela.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.