As detenções foram realizadas por funcionários do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, antiga Polícia Técnica Judiciária), após várias rusgas na localidade de La Guzmán, daquele estado.

Segundo o jornal, Carlos Fernandes Leça, de 60 anos, foi intercetado por dois desconhecidos armados a 20 de maio, quando regressava a casa, a 100 quilómetros a oeste de Caracas.

Os familiares denunciaram o desaparecimento, a polícia iniciou as investigações e conseguiu uma pista, tendo localizado o corpo da vítima quatro dias depois, enterrado numa zona de bosque.

A insegurança e os sequestros ocupam diariamente as páginas jornais venezuelanos e afetam tanto cidadãos nacionais como estrangeiros radicados no país.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.