Apesar das condições atmosféricas, 18 aviões conseguiram, no entanto, aterrar, aproveitando as melhorias momentâneas do tempo, adiantou fonte aeroportuária.

Os aviões divergidos "rumaram" para Tenerife, no arquipélago das Canárias, Porto Santo e Porto.

Segundo o Centro Meteorológico do Aeroporto da Madeira, as condições atmosféricas são para se manterem até à manhã de quarta-feira, embora, no final do dia de hoje, haja a previsão de uma melhoria na intensidade da rajada, que, pontualmente, tem "soprado" a 90 quilómetros por hora.

"O tempo vai continuar com vento moderado a forte do quadrante norte/nordeste, com uma média de 54 quilómetros por hora", explicou fonte do centro.

Na segunda-feira, as operações estiveram condicionadas devido ao vento forte, o que obrigou ao cancelamento de 22 voos. Oito divergiram para outros aeroportos.

Do total de 54 voos, apenas 24 conseguiram aterrar no aeroporto da Madeira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.