“Tudo está em cima da mesa. Quero ouvir os deputados do Chega nos Açores. O objetivo é avaliar o impacto do acordo [autárquico] PSD/CDS, no contexto do Governo açoriano e da convivência existente”, disse André Ventura, em declarações à agência Lusa, sobre a reunião de hoje com Carlos Furtado (eleito por São Miguel) e José Pacheco (eleito pelo círculo da compensação).

O deputado único do Chega tinha afirmado que o entendimento entre sociais-democratas e democratas-cristãos para coligações locais nas eleições autárquicas de setembro/outubro, excluindo o Chega, veio alterar o cenário político-partidário e admitiu retirar consequências políticas.

O atual executivo de coligação PSD/CDS-PP/PPM, que foi ainda viabilizado por Chega e Iniciativa Liberal, é liderado desde 24 de novembro pelo social-democrata José Manuel Bolieiro, após as eleições de outubro, quando o PS, que governava o arquipélago há 24 anos, perdeu a maioria absoluta.

Ainda em Ponta Delgada, o líder nacional-populista vai ainda encontrar-se na sexta-feira com a estrutura regional do Chega para “preparar, também neste contexto, as eleições autárquicas na Região Autónoma dos Açores”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.