O projeto, feito em parceira com a LIPOR, empresa intermunicipal de gestão de resíduos do Grande Porto, será implementado no próximo mês de dezembro, na parte nascente da cidade, tendo já sido hoje distribuídos recipientes para recolha dedicada a papel/cartão, plástico/metal, vidro, orgânicos e indiferenciados.

Na primeira fase da iniciativa, apelidada 'Reciclar é Dar Mais', 3500 pessoas irão dispor do serviço, mas a autarquia vila-condense prevê que já em 2019 possa ser alargado a toda cidade, incluindo a zona de Caxinas.

"Este é um projeto ambicioso, que pretende com a sua implementação um investimento na mudança de atitude e procedimentos da nossa comunidade, no que toca a esta questão da separação dos resíduos, tornando o processo mais simples, cómodo e eficaz para todos", disse Elisa Ferraz, presidente da Câmara de Vila do Conde.

A autarca lembrou que "as alterações climáticas no planeta são uma realidade visível no dia-a-dia", considerando que "pequenos gestos de todos poderão fazer a diferença na mudança do paradigma ambiental".

"A sensibilização já começou, e vamos esperar que esse trabalho fique consolidado com mais reciclagem feita por todos. Estamos com muita expectativa do que vai acontecer, e faremos avaliações periódicas", confessou Elisa Ferraz.

A presidente da Câmara vila-condense reconheceu que a implementação do projeto poderá resultar numa poupança nos custos do município com o tratamento dos resíduos, que pode vir a ser aplicada em questões sociais.

"Se houver algum retorno [financeiro] no projeto iremos destiná-lo aos bombeiros, tal como aconteceu em outras ocasiões, para que todos sintam que estão contribuir para uma instituição que serve a comunidade", vincou Elisa Ferraz.

Nas próximas semanas a autarquia irá promover várias ações de formação junto da população das zonas abrangidas, divulgando os dias a que os veículos de recolha passarão pelas habitações para processar os recipientes individuais, que terão um chip de identificação.

Foi criada, também, uma linha telefónica de apoio para prestar esclarecimentos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.