“Vinte e um corpos foram retirados. Trata-se de corpos de mineiros que haviam descido à mina para socorrer os seus camaradas. O balanço não compreende os 32 mineiros que ficaram bloqueados na mina depois da explosão”, declarou Reza Bahrami, chefe do Gabinete da Indústria e das Minas da província de Golestan, no norte do país, onde ocorreu o acidente.

Trinta e dois mineiros e empregados da mina estão presos em todo o entulho (que bloqueia o túnel), a uma profundidade de 1.300 metros”, disse Hassan Sadeglou, o governador da província de Golestan à TV estatal e citado pela agência de notícias oficial IRNA.

Reza Bahrami acrescentou que as equipas de socorro injetaram oxigénio nos túneis para tentar salvar os mineiros presos.e

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.