“As duas vítimas são cidadãos norte-americanos e estamos em contacto com eles e com as respetivas famílias”, declarou Pete Hoekstra, num comunicado.

As autoridades holandesas confirmaram que as duas vítimas sofreram ferimentos graves, mas não correm perigo de vida.

“Desejamos-lhes uma recuperação rápida e estamos a trabalhar em estreita colaboração com a cidade de Amesterdão para fornecer assistência a eles e às suas famílias”, acrescentou o representante diplomático na mesma nota informativa.

Na sexta-feira, a polícia holandesa anunciou que tinha disparado e ferido um suspeito depois de um esfaqueamento na gare central de Amesterdão.

Numa série de mensagens publicadas na rede social Twitter, a polícia anunciou que duas pessoas tinham ficado feridas no esfaqueamento e que o suspeito tinha sido atingido a tiro por agentes da polícia.

O suspeito foi, entretanto, identificado como um jovem afegão de 19 anos.

As autoridades holandesas já iniciaram os procedimentos de interrogatório do suspeito para estabelecer o motivo do ataque.

A polícia holandesa está a avaliar a possibilidade de este incidente ser encarado como um ato terrorista.

A gare central de Amesterdão é um movimentado ponto de entrada e de saída daquela reconhecida cidade holandesa, de onde partem e chegam comboios regulares que fazem a ligação com o aeroporto de Schipol.

Cerca de 250.000 pessoas passam diariamente pela gare, segundo números do guia de viagem Amsterdam.info.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.