A 15.ª edição da Corrida das Mulheres “EDP Lisboa a Mulher e a Vida” marca o regresso do Maratona Clube de Portugal à organização das corridas depois dos cancelamentos da maratona e meia-maratona de Lisboa, entre outras provas, devido à pandemia da covid-19.

A “EDP Lisboa, a Mulher e a Vida”, corrida solidária que já pôs quase 200 mil mulheres a correr, contará com a presença de Sara Moreira, Dulce Félix, Doroteia Peixoto, Carla Salomé Rocha e Salomé Afonso, cinco atletas olímpicas convidadas para lutar pelos primeiros lugares do pódio.

A prova de cinco quilómetros está agendada para 12 de setembro (com transmissão na RTP 1), às 10:30h, com início em Santos e meta junto à Torre de Belém. Tem como objetivo principal a angariação de fundos para a compra de aparelhos de rastreio do cancro da mama. A campeã olímpica Rosa Mota continua a ser a “madrinha” do evento.

“A corrida solidária de 5 km, a prova que assinala o regresso do Maratona Clube de Portugal à organização de provas. É o nosso evento especial, que visa celebrar a vida, que elogia todas as mulheres e em particular a força e a coragem das que tiveram de enfrentar o cancro da mama”, sublinhou Carlos Moia, presidente do Maratona Clube de Portugal. “Nas 14 edições que o Maratona organizou participaram quase 200 mil mulheres e foram doados mais de 800 mil euros à Liga Portuguesa Contra o Cancro”, relembra.

Em conformidade com o plano de contingência da organização, “será exigida a apresentação de certificado digital de vacinação ou teste negativo à Covid-19, no ato de levantamento do kit de participação”, informa ainda o Maratona Clube de Portugal em comunicado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.