O Sport Lisboa e Benfica lidera isolado a Liga NOS disputadas que estão cinco jornadas. A equipa de Rui Vitória, venceu o Sporting de Braga (3-1) e segue no topo da tabela classificativa com 13 pontos, mais um que Sporting Clube de Portugal e mais três que Futebol Clube do Porto, rivais que perderam pontos na jornada que terminou ontem. Os leões, até então lideres invitos, sofreram a primeira derrota em Vila do Conde (3-1) e os Dragões saíram de Tondela com um empate (0-0).

Como a história recente nos ensinou, se recuarmos um ano, precisamente na mesma ronda, quem então liderava (Porto e Sporting) chegou ao final da época com uma mão cheio de nada. Abrindo, por agora, outro jogo, mostramos os números da Liga com as águias a revelarem índices goleadores e Gelson Martins a assumir-se como o homem que vai dando golos e encantando Alvalade, estádio que atinge índices de ocupação de 90%.

Olhando para as conferências de imprensa e flash interviews, grosso modo, quem perdeu pontos defendeu, e bem, que nada está decidido e há muito jogo por disputar. Quem assumiu a liderança e somou os três pontos da vitória, ampara-se igualmente nessa tese. São só três pontos. E isto porque a história dos campeonatos ensina-nos que nada fica decidido nos primeiros cinco jogos. Basta recuar exatamente um ano. Então, com cinco partidas disputadas, o treinador das águias, Rui Vitória, somava duas derrotas (ambas fora, Arouca, na 2.ª jornada e Porto, precisamente na 5.ª ronda), começava a ganhar o cognome de Rui “Derrota” e via os rivais Porto e Sporting no topo da tabela classificativa a quatro pontos de distância (ambos com 13 pontos e cada qual com um empate cedido).

O passado pode ensinar, sim, mas muitos gostam de viver o presente. No campeonato das Redes Sociais, os jogadores do Benfica exaltaram com a vitória. André Almeida, no Facebook. “Juntos com a humildade e a garra para acreditar e ganhar”, escreveu no Facebook enquanto no Instagram o defesa Lisandro Lopez exaltava “Somos Benfica!!!! Grande vitória equipa!!!”.

No outro lado da 2ª circular, Bruno de Carvalho, presidente dos leões, recorreu igualmente a este palco. Referiu, em jeito de reflexão, que esta “é uma época muito importante”, manifestou orgulho de ser presidente do clube, elogiou treinadores e adeptos e reforça que nada está perdido ou decidido, pelo que após o desaire de Vila do Conde “é hora de voltar ao trabalho e deixar falar os arautos da desgraça”.

Ninguém pode “cantar de galo”, pelo que convém, por isso, reforçar que faltam 29 partidas para o dia 21 de maio, dia em que serão entregues as faixas de campeão da edição 2016-2017 da Liga.

Águias somam 11 golos. Nuno Coelho (Arouca) interceta 10 passes num só jogo

Hoje, o Benfica é líder isolado e tem o melhor ataque, com 11 golos, sendo que veia goleadora tem-se revelado maior fora de portas (7 golos apontados). Os leões somam o maior número de vitórias. Quatro no total. O Porto, a par do recém-promovido Desportivo de Chaves, ostenta os galões da melhor defesa, com três golos sofridos. Mas outro dado mostra que à 5.ª jornada, com 10 pontos o FC Porto tem o pior registo pontual desde 2009/2010 e a última vez que tal aconteceu os dragões terminaram o campeonato no 3.º lugar.

Olhando somente para o jogo 5 da Liga, Guedes, do Benfica, foi o mais rematador com 6 remates, de acordo com os dados da GoalPoint. O médio leonino, Willian Carvalho, acertou 66 passes e o guarda-redes Bracali, Arouca, fez 6 defesas. E com uma mão cheia de jogos disputados, o médio-defensivo do Arouca, Nuno Coelho, estabeleceu, para já, o recorde de passes intercetados, 10, diante o Chaves.

Gelson Martins oferece, Gelsón Martins marca

Marega, avançado do Vitória de Guimarães lidera a tabela de melhores marcadores com quatro golos. Quem marca necessita da “ajuda” de alguém. É simples o futebol. Nesse capitulo, Gélson Martins, jovem extremo leonino, o tal que encantou o Real de Madrid, é, até à data, o rei das assistências para golo: três. Gelson oferece, é um fato, mas também marca e já leva dois na sua contabilidade. Na lista de goleadores, o avançado benfiquista Mitroglou leva Igualmente um par de “bolas na rede”. Bisou na partida diante do Braga, sendo o responsável pelo 100.º golo da edição 2016-2017 do campeonato português.

Entramos na 6ª jornada. O Benfica segue viagem até Chaves, há dérbi no Dragão na receção ao Boavista e a equipa de Jorge Jesus recebe o Estoril. Apesar do único desaire fora de portas, o entusiasmo para as bandas de Alvalade tem sido notório neste arranque de temporada. Em três jogos disputados em casa (Porto e Benfica jogaram em casa duas vezes) os adeptos leoninos responderam massivamente totalizando 136.369 espetadores, o que dá uma média de 45.456 por jogo e representa uma taxa de ocupação de 90,83%, de acordo com os dados estatísticos da Liga NOS. A Luz já recebeu 108.532 espetadores (média de 54.266) e no Dragão entraram somente 76.355 adeptos (taxa de ocupação de 76,26%).

Para terminar, num diálogo entre a história e a crueza dos números, em jeito de curiosidade, na época passada, os jogos das competições europeias antecederam a 5.ª jornada da Liga. Então, na Liga Europa, o Sporting entrou a perder (1-3), em casa, com o Lokomotiv Moscovo, e na Liga dos Campeões o Benfica venceu o Astana (2-0) e o Porto empatou em Kiev (2-2). E porque podemos estabelecer uma relação entre as competições europeia e o desfecho nas provas nacionais, em 2015-2016, à jornada 6, tal como sucede agora ronda intercalada entre o primeiro e segundo jogo na Europa, Porto e Sporting empataram (Moreirense e Boavista, respetivamente) e o Benfica venceu (Paços de Ferreira) e recuperou da desvantagem.

A ver vamos como será no próximo fim de semana. E já agora nas competições europeias.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.