Um pequeno grupo de adeptos da claque Torcida Verde foi esta segunda-feira atacado por uma dezena de indivíduos encapuzados alegadamente com ligações à claque Diabos Vermelhos, afeta ao Benfica.

Record avança que o grupo se deslocou para o local em duas viaturas ligeiras e uma moto. O líder da Torcida Verde, Luís Carlos afirmou ao desportivo que vão ser acionados os mecanismos ao dispor da claque, junto do Sporting e do Ministério Público.

Segundo o Observador, o confronto deu-se quando os elementos da Torcida estariam a colocar uma tarja numa zona perto da rotunda do Leão, nas imediações do Pavilhão João Rocha, e há pelo menos um ferido.

Fonte oficial da PSP confirmou à agência Lusa a existência de um “incidente” junto ao Estádio José Alvalade, em Lisboa, mas não adiantou mais informações, referindo que o caso está a ser investigado pelas autoridades.

O Sporting já reagiu em comunicado no site oficial do clube e repudiou veemente "os atos de violência gratuita" desencadeados por um grupo de adeptos do "clube rival". Os leões enfatizam que o "desporto é e deve ser um espaço saudável e não de agressão" e que a claque tem todo o seu apoio.

A mensagem na íntegra:

O Sporting Clube de Portugal repudia veemente os actos de violência gratuita contra a Torcida Verde desencadeados por um grupo de adeptos do clube rival.

Situações desta natureza não dignificam o Desporto nacional nem são representativas do Futebol em particular. O Sporting CP continuará sempre a defender que a cultura de medo, de conflito e de violência deve ser banida do futebol português.

O Desporto é e deve ser cada vez mais um espaço saudável e não de agressão, criminalidade, ameaça e ódio.

É importante que as entidades competentes e que o mundo do Desporto se unam para que estes acontecimentos não se repitam.

Estes não são os valores que queremos para o Desporto nacional. Estes não são os valores que representam o ADN do Sporting CP.

À Torcida Verde, todo o nosso apoio.

Onde vai um, vão todos.

Benfica também já reagiu e repudia todos os atos de violência entre adeptos, salientando que essas ocorrências "prejudicam a imagem do futebol português e do desporto nacional".

“Na sequência dos acontecimentos ocorridos esta tarde, envolvendo adeptos do Benfica e do Sporting, a direção do Sport Lisboa e Benfica reafirma o seu total repúdio e distanciamento face a qualquer ato de violência”, refere o Benfica, em comunicado.

Os ‘encarnados’ salientam que os atos de violência devem ser punidos pelas autoridades competentes.

“Sejam provocados por adeptos do Benfica, ou de qualquer outro clube, não deixam de ser isso mesmo, atos de violência, nos quais não nos revemos e que prejudicam a imagem do futebol português e do desporto nacional”, acrescenta o documento.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.