Griezmann ingressou no bicampeão espanhol, depois de ter acionado a cláusula de rescisão, mediante o pagamento de 120 ME, mas o clube da capital espanhola pretende receber mais 80 ME e já anunciou que iniciou “os procedimentos considerados necessários para a defesa dos seus direitos e interesses legítimos”, sem especificar quais.

“O Atlético de Madrid considera que a quantia depositada é insuficiente para fazer face à cláusula de rescisão, pois é óbvio que o compromisso entre o jogador e o FC Barcelona ficou concluído antes da data em que se produziu a redução da cláusula de 200 para 120 ME”, indicam os ‘colchoneros’, em comunicado.

O clube de Madrid acredita que “a extinção do contrato se produziu antes do fim da época passada” (2018/19), assinalando que a comunicação que Griezmann fez em 14 de maio, “anunciando a desvinculação do clube” também ocorreu em data anterior à da modificação das condições da cláusula de rescisão.

O avançado, de 28 anos, que esteve cinco temporadas no Atlético de Madrid, assinou contrato com o FC Barcelona para a próximas cinco temporadas, ficando com uma clausula de rescisão de 800 ME.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.