Em entrevista à agência de notícias Associated Press (AP), o advogado do internacional gaulês, Jean-Jacques Bertrand, confirmou que na sexta-feira deu entrada um processo num tribunal de trabalho de Paris, no qual Ben Arfa pede uma verba compensatória por não ter sido utilizado nos últimos 15 meses de contrato com os campeões franceses.

O advogado afirmou que o jogador foi prejudicado financeiramente durante esse período, uma vez que no contrato celebrado entre Ben Arfa e o PSG, que terminou em 2018, estavam incluídos vários bónus por utilização do futebolista.

O internacional gaulês, de 31 anos, que no início desta época trocou o PSG pelo Rennes, acabou por não efetuar qualquer encontro no segundo ano de contrato com os parisienses, em 2017/18.

Jean-Jacques Bertrand alega ainda que o clube “fez tudo para que o jogador se sentisse obrigado a sair”, depois de na primeira temporada ter participado em 32 encontros, nos quais anotou quatro golos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.