A doença foi contraída em julho do ano passado, por altura da deslocação da elite mundial do surf (masculina e feminina) à África do Sul, e afastou Tyler Wright da competição na maior parte da segunda metade da temporada de 2018.

Mas, só agora as razões para tal afastamento foram reveladas pela WSL, depois de muita especulação sobre os motivos por trás da ausência prolongada da bicampeã mundial do Championship Tour (CT) feminino.

A WSL informou que a surfista australiana de 24 anos vai também falhar a primeira parte da presente época, que arranca já em 03 de abril na Gold Coast, Austrália, falhando as primeiras cinco provas e regressando, na melhor das hipóteses, precisamente na etapa sul-africana, na mítica onda de Jeffreys Bay, um ano depois da sua última participação em provas oficiais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.