Tal como o marcador final do jogo indica, a formação caseira não teve uma tarde fácil, apesar de se ter colocado na frente aos 30 minutos pelo francês Dan-Axel Zagadou. O Bayer Leverkusen não demorou a reagir e, sete minutos, depois empatou a partida por intermédio de Kevin Volland.

Mas o Borussia Dortmund precisou de apenas um minuto para se recolocar em vantagem, desta feita graças ao jovem inglês Jadon Sancho, e a partida foi para o intervalo com 2-1.

Já aos 60 minutos foi a vez de Mario Götze colocar a turma da casa a vencer por dois golos de vantagem, mas o golo marcado por Jonathan Tah aos 75 minutos voltou a trazer incerteza sobre o resultado final do encontro, que fechou mesmo com os 3-2.

Com a vitória de hoje, o Borussia Dortmund (54 pontos) colocou um ponto final na série de três empates consecutivos na liga alemã, que permitiram uma aproximação do segundo classificado, o Bayern Munique (51) - que venceu o Hertha Berlim no sábado por 1-0 -, e conta agora com uma vantagem de três pontos sobre o rival.

De resto, há cinco jogos que o Borussia Dortmund não vencia, já que, além dos três empates para a Bundesliga, sofreu uma pesada derrota em Londres frente ao Tottenham (3-0) e foi afastado nos oitavos de final da Taça da Alemanha pelo Werder Bremen (3-4).

No outro jogo do dia na Alemanha, o Eintracht Frankfurt, com Gonçalo Paciência a partir dos 86, foi ao terreno do Hannover vencer por 3-0, interrompendo uma série de quatro empates consecutivos para a liga.

O sérvio Luka Jovic e o seu compatriota Filip Kostic estiveram em plano de destaque, com o ex-benfiquista a marcar um golo (63 minutos) e a fazer duas assistências, e Kostic a fazer uma assistência e a marcar um golo (90). O croata Ante Rebic também marcou aos 54, o primeiro tento do jogo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.