A DBU adiantou que a seleção dinamarquesa, cuja lista de convocados será divulgada ainda hoje e que poderá integrar jogadores de futsal, será orientada pelo ex-futebolista John Jensen, por não querer impor a Age Hareide uma equipa que não foi escolhida pelo selecionador.

“Temos de disputar estes dois jogos para evitar multas milionárias e a possibilidade de exclusão da seleção nacional durante vários anos”, explicou o diretor federativo Kim Hallberg.

Na base da decisão da federação está o falhanço nas negociações sobre o direito dos jogadores poderem estabelecer contratos individuais de patrocínio com empresas que competem diretamente com os atuais patrocinadores da seleção.

Jensen, membro da equipa que ajudou a Dinamarca a conquistar o único grande título internacional, no Europeu de 1992, disse esperar “mitigar as consequências” de uma decisão “em que só existem perdedores, sendo o futebol dinamarquês o maior de todos”.

A Dinamarca defronta na quarta-feira a Eslováquia, em jogo particular marcado para Trnava, recebendo quatro dias mais tarde o País de Gales, em Aarhus, na primeira jornada do Grupo 4 da Liga das Nações B.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.