Em comunicado divulgado nas redes sociais, o grupo "convida os cidadãos a reservar a data" de 18 de dezembro e a "deslocarem-se à cidade de Barcelona", pedindo que "confirmem a presença" através de uma aplicação.

O grupo de protesto catalão solicitou aos "sócios e adeptos com bilhetes para o jogo" que enviem uma mensagem interna de confirmação através da aplicação da "Tsunami Democràtic", assinalando no fim do comunicado: "Dia 18, vamos jogar o clássico".

No passado dia 21, esta plataforma divulgou um outro comunicado, em que propunha ao FC Barcelona e ao Real Madrid que permitissem a exibição de um cartaz com a palavra de ordem "Espanha, sente-se e converse" durante o clássico em Camp Nou.

No comunicado, a "Tsunami Democràtic" pediu aos dois clubes que "se envolvessem" para tornar evidente, durante o jogo, a "anormalidade política".

No entanto, pouco depois, a "Tsunami Democràtic" explicou que não propôs "a exibição de um cartaz mas sim tornar evidente, nas bancadas do campo, a situação de excecionalidade" que a Catalunha enfrenta.

O clássico entre FC Barcelona e Real Madrid deveria ter sido disputado em 26 de outubro, mas devido à tensão social e política na Catalunha foi adiado para 18 de dezembro.

A plataforma "Tsunami Democràtic" promoveu no dia 14 de outubro a primeira mobilização contra a sentença que condenou 12 dirigentes políticos catalães, no Aeroporto de El Prat.

O Supremo Tribunal espanhol condenou, nesse dia, os principais dirigentes políticos desta comunidade autónoma espanhola envolvidos na tentativa de independência da Catalunha a penas que vão até um máximo de 13 anos de prisão.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.