“Eu quero jogar futebol, não há razão para eu parar. O meu objetivo é jogar no Mundial do Qatar, isto, se for selecionado”, disse a estrela da seleção nórdica, de 29 anos, em entrevista à estação televisiva pública da Dinamarca.

Segundo Eriksen, que tem implantado um desfibrilhador para prevenir o risco de morte súbita, os médicos disseram-lhe que está “bem” de saúde, pelo que sente que “está tudo estável” e que tem condições para prosseguir a carreira de futebolista.

“Sinto que tive ‘luz verde’ para jogar futebol novamente”, lançou o jogador, que rescindiu contrato com o Inter de Milão em meados de dezembro, uma vez que o uso deste tipo de aparelhos médicos é proibido em Itália.

O médio criativo foi vítima de uma paragem cardíaca em 12 de junho, em Copenhaga, no desafio do Euro2020 com a Finlândia. Voltou aos treinos em 2 de dezembro, no Odense, clube que o formou, e está livre para assumir um novo desafio profissional.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.