É para vencer, mas um empate...

De regresso à Puskas Arena (com 67.000 adeptos nas bancadas), onde se estrearam na prova com um triunfo sobre a Hungria (3-0), os campeões europeus defrontam os campeões do mundo a partir das 20:00, à mesma hora a que a Alemanha defronta os húngaros, em Munique.

À entrada para a terceira e derradeira partida do Grupo F, Portugal ocupa o terceiro lugar, com três pontos, os mesmos dos alemães, que subiram ao segundo posto após o triunfo sobre a equipa das equipas (4-2), e menos um do que os franceses, que lideram e já ‘carimbaram’ a passagem, enquanto os húngaros seguem em último, com um.

A qualificação de Portugal para os ‘oitavos’ fica garantida em caso de empate ou vitória sobre os gauleses e mesmo uma derrota por dois golos de diferença também colocará a formação lusa na próxima fase, como um dos quatro melhores terceiros classificados, desde que a Hungria não vença a Alemanha.

Sobre o 11, quem sai e quem entra de início? Uma coisa é certa: para o duelo com a França, a seleção nacional apenas não poderá contar com o lateral Nuno Mendes, a contas com problemas musculares.

Também é notícia:

  • Inglaterra. Nunca nenhuma seleção tinha vencido um grupo de um Campeonato da Europa com apenas dois golos marcados. O feito é histórico, mas a estatística não é para ser celebrada... que o diga Harry Kane.
  • O avançado Luuk de Jong está de fora do Euro2020, depois de se ter lesionado num joelho no treino de terça-feira, informou hoje a Federação Holandesa de Futebol. O jogador do Sevilha, de 30 anos, deixou já a concentração da seleção dos Países Baixos, que está apurada para os oitavos de final e irá defrontar em 27 de junho, em Budapeste, um terceiro classificado, a sair dos grupos D, E ou F.
  • A Amnistia Internacional vai distribuir bandeiras com as cores do arco-íris, em Munique, no jogo entre a Alemanha e a Hungria, como forma de protesto contra uma lei homofóbica do governo de Viktor Orbán. Depois da UEFA impedir que o Allianz Arena brilhasse com essas tonalidades, a ONG vocacionada para os direitos humanos vai avançar com essa iniciativa para que os adeptos do futebol possam, durante o encontro, enviar uma mensagem de solidariedade para com a comunidade de gays, bissexuais, trans e intersexuais (LGBTI) da Hungria.
  • As meias-finais e a final do Euro2020 de futebol têm permissão para a presença de mais de 60.000 espetadores no Estádio de Wembley, Londres.

Quem vai à bola hoje

  • Suécia - Polónia, 17h00 (Sport TV)
  • Eslováquia - Espanha, 17h00 (Sport TV)
  • Portugal - França, 20h00 (RTP)
  • Alemanha - Hungria, 20h00 (Sport TV)

* Quer receber esta informação diretamente no seu e-mail? Subscreva a newsletter do SAPO24.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.