O técnico do FC Porto foi expulso ao minuto 43 da final disputada em Coimbra, na qual os ‘dragões’ venceram o Benfica, por 2-1.

De igual modo, também o próprio FC Porto foi alvo de processo disciplinar, sem que o motivo esteja indicado na comunicação do CD, tal como sucede com Sérgio Conceição.

O órgão disciplinar da FPF multou ainda em 4.080 euros os campeões nacionais, devido a várias infrações, entre as quais porque “nenhum elemento do FC Porto compareceu na conferência de imprensa” após o jogo.

O futebolista colombiano Luís Diaz, expulso aos 38 minutos, por acumulação de cartões amarelos, foi punido com um jogo de suspensão.

Do lado do Benfica, destaque para os oito dias com que foi sancionado o diretor para o futebol, Tiago Pinto, que nos últimos minutos do encontro recebeu ordem de expulsão no banco de suplentes.

O motivo foi o uso de expressões ou gestos grosseiros, impróprios ou incorretos, nomeadamente, as expressões “isto é uma brincadeira… é uma vergonha”, dirigidas ao árbitro assistente.

O FC Porto conquistou pela 17.ª vez a Taça de Portugal, o que lhe permitiu fazer a ‘dobradinha’, pois também tinha vencido o campeonato.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.