“Poderá também funcionar como zona de descanso para o pessoal hospitalar, a quem o clube e a Prozis [empresa de produtos alimentares] vão fornecer refeições”, refere o clube, no seu sítio na internet.

O clube portuense informou que contactou o diretor do Hospital de São João, no Porto, “para disponibilizar o Dragão Arena para hospital de campanha e/ou zona de descanso para o pessoal hospitalar”.

“A partir da próxima segunda-feira, em colaboração com a Prozis, patrocinadora do clube, o FC Porto também irá fornecer refeições para o pessoal hospitalar”, conclui a curta nota.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, começou em dezembro na China e infetou mais de 210 mil pessoas em 170 países, das quais mais de 8.750 morreram.

Os países mais afetados depois da China são a Itália, com 2.978 mortes para 35.713 casos, o Irão, com 1.135 mortes (17.350 casos), a Espanha, com 558 mortes (13.716 casos) e a França com 175 mortes (7.730 casos).

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.