“Estamos a pedir a todos os residentes que evitem saídas não essenciais e, portanto, cancelaremos a passagem da chama na via pública”, disse o governador Hirofumi Yoshimura, explicando que está a ser estudada a possibilidade de fazer a passagem da chama num parque fechado.

Na sexta-feira, Yoshimura já tinha admitido que a chama não deveria passar nas ruas da cidade, a terceira mais populosa do país, devido ao aumento do número de casos de infeção com o novo coronavírus, que tem sido superior ao verificado em Tóquio.

A chama olímpica, que começou o seu percurso no Japão em 25 de março, na cidade de Fukushima, deverá passar em Osaka, no oeste do país, nos dias 13 e 14 de abril.

A pouco mais de 100 dias do início dos Jogos Tóquio2020, adiados para o verão deste ano devido à pandemia, o comité organizador enfrenta vários problemas devido à crise sanitária, tendo sido anunciado nos últimos dias o cancelamento de várias provas de qualificação e eventos teste programados para o Japão.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020 vão decorrer entre 23 de julho e 8 de agosto, enquanto os Paralímpicos devem disputar-se entre 24 de agosto e 05 de setembro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.