Pepe voltou ao FC Porto e isso impede qualquer jornalista de escrever que esta janela de transferências, em Portugal, não teve direito a um nome sonante. Teve, mas foi calmo, demasiado calmo. FC Porto e Sporting CP procuraram dar mais opções aos técnicos e SL Benfica e Sporting de Braga não foram ao mercado.

Aliás, as maior surpresa não veio de um dos ditos grandes, mas sim do Rio Ave que promoveu o regresso de Rúben Semedo a Portugal.

Estes foram os 10 nomes que mais se destacam nas transferências nacionais de uma janela de inverno que fica à espera de uma dose de adrenalina típica do último dia de mercado.

Fernando Andrade

Santa Clara - FC Porto: 1,5 ME

créditos: JOSE COELHO/LUSA

Chegou ao FC Porto proveniente do Santa Clara e já deu um ar da sua graça na Taça da Liga, primeiro com o golo que pôs fim, definitivamente, às esperanças encarnadas na meia-final, e depois, na final, marcando o tento que esteve perto de dar o título aos dragões a escassos minutos do fim. Custou 1,5 milhões de euros aos azuis e brancos e promete dar largura a um plantel que ainda tem para disputar a Liga dos Campeões, Taça de Portugal e Liga NOS.

Wilson Manafá

Portimonense - FC Porto: ?

Primeiro fizeram-se as capas dos jornais, depois António Folha, técnico do Portimonense, confirmou-o numa conferência de imprensa e depois o FC Porto oficializou-o. Manafá estreou-se de dragão ao peito na noite passada frente ao Belenenses e parece ser (mais uma) solução para a elasticidade do plantel de Sérgio Conceição no que resta da época.

Pepe

Jogador livre (antes Besiktas) - FC Porto

créditos: FERNANDO VELUDO/LUSA

Sim, nenhum dos grandes foi tão ativo como o FC Porto. Mas se os dois nomes anteriores não são de soluções óbvias e imediatas para o onze inicial dos dragões, já sobre o regresso de um campeão europeu não se pode dizer a mesma coisa. Pepe, livre depois de ter rescindido com o Besiktas, traz qualidade e experiência ao setor mais recuado e, acima de tudo, alma portista ao balneário, algo que esta direção tem procurado fazer desde que Sérgio Conceição foi contratado como treinador.

Idrissa Doumbia

Akhmat Grozny - Sporting: 4,3 ME

O Sporting CP precisava urgentemente de mais um elemento para o meio-campo. Keizer tinha poucas soluções, sobretudo para o lugar mais recuado. O jovem costa-marfinense, vindo do Akhmat Grozny, já se estreou no campeonato e agora será o tempo a ditar se Doumbia conseguirá impor a sua qualidade no que sobra da temporada.

Tiago Ilori

Reading - Sporting CP: ?

créditos: Reading FC

Alimentar o ADN do clube não foi só uma ideia do FC Porto. O Sporting reforçou-se com Tiago Ilori, que chega do Reading. O central permitirá atenuar o cansaço da dupla Mathieu-Coates e encher o balneário com a mística sportinguista, ele que é um produto da Academia de Alcochete, um dos maiores ativos (e viveiros de talento) do clube de Alavalade.

Filipe Augusto

Benfica - Rio Ave: ?

créditos: ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Quando saiu pela primeira vez do Rio Ave para o Valência, voltou. Depois, quando saiu para o Sporting de Braga, também voltou. A transferência para o SL Benfica alterou aquela que podia ser uma sequência perfeita de idas e regressos, uma vez que, depois da Luz, Filipe Augusto mudou-se para a Turquia, onde vestiu as cores do Alanyaspor. Mas a verdade é que só adiaram o desfecho do inevitável: um regresso a casa. E se o médio brasileiro só está bem onde não está, cada vez mais se percebe que é em Vila do Conde que podemos ver o seu melhor futebol.

Rúben Semedo

Villarreal - Rio Ave: empréstimo

créditos: MANUEL BRUQUE/EPA

Em Portugal é o setor mais recuado que mais mexeu com o mercado, sobretudo a nível de nomes. Rúben Semedo, antigo central do Sporting, Villarreal e Huesca, reforça a equipa de Vila do Conde depois de ter ‘afinado’ contas com a justiça espanhola. Ainda com 24 anos, pode ter aqui o sítio perfeito para relançar a sua carreira e deixar para trás os pesadelos do último ano.

Sílvio

Jogador livre (antes Sporting de Braga B) - Vitória de Setúbal

créditos: ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Depois de as lesões o terem sempre impedido de se assumir como titular pelo SL Benfica, de uma experiência de um ano em Inglaterra, na segunda divisão, ao serviço da ‘turma portuguesa’ dos Wolves, e de um ano a representar a formação B do Sporting de Braga, Sílvio volta ao palco principal do futebol português. Aos 31 anos, ganha mais uma oportunidade de exibir o talento que as sucessões de azares esconderam nos últimos anos.

João Pedro

LA Galaxy - CD Tondela: empréstimo

créditos: LA Galaxy Facebook/DR

Formado no Vitória de Guimarães, surpreendeu com uma mudança para a MLS, o campeonato de futebol norte-americano. A experiência do outro lado do Atlântico foi em modo decrescente à medida que foi deixando de ser utilizado, acabando por ser emprestado aos gregos do Apollon Smyrnis e agora ao Tondela. Chega para dar qualidade e opções ao meio-campo dos tondelenses e, muito provavelmente, gritar bem alto: “Eu, João Pedro, já partilhei o balneário com Zlatan Ibrahimovic”.

André Moreira

Atlético Madrid - Feirense: empréstimo

Ainda sem ter encontrado o seu espaço no Atlético Madrid, ou numa das várias equipas para as quais foi emprestado, André Moreira regressa a Portugal para representar o Feirense depois de, já esta temporada, ter atuado em Inglaterra pelo Aston Villa. O número de clubes representados pode dar a ideia de que o título de promessa já se perdeu, mas convém relembrar que o guardião tem apenas 23 anos e que o Feirense pode ser a rampa de lançamento.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.