Treinada pelo técnico português Jorge Jesus, a equipa 'rubro-negra', que tem 40 milhões de adeptos e é a mais conhecida do Brasil, venceu os argentinos do River Plate no sábado e tornou-se campeã da Libertadores 38 anos depois.

Enquanto esperavam a passagem da comitiva do 'mengão' num veículo dos bombeiros, os adeptos faziam a festa, a gritar pelo Flamengo, a sacudir bandeiras, a tocar instrumentos de percussão e a dançar.

Alexandre Henrique Teixeira Ribeiro, 38 anos, disse à Lusa que o título veio depois de "muita luta muita espera e muito sofrimento".

"Hoje estamos a comemorar a vitória e uma guerra vencida. Comemorei a vitória do Flamengo ontem [no sábado] no Maracanã. O jogo foi duro e disputado, vencemos o River Plate, que chegou três vezes a finais da Libertadores nos últimos anos, não era qualquer equipa", afirmou.

O adepto 'rubro-negro' disse estar otimista para o Mundial de Clubes, a disputar em dezembro, no Qatar, uma vez que não existem equipas imbatíveis.

"O futebol é jogado dentro do campo", acrescentou referindo-se ao Liverpool, possível adversário do Flamengo na final da competição que será disputada no Qatar.

Flamengo: Pelo menos 23 feridos nos confrontos entre polícia e adeptos durante festejos
Flamengo: Pelo menos 23 feridos nos confrontos entre polícia e adeptos durante festejos
Ver artigo

Quando o autocarro do Flamengo chegou à festa, todas as câmaras apontaram para Jorge Jesus que tem feito as delícias dos internautas ao protagonizar alguns dos momentos mais felizes da festa. Desde a 'cantoria' com o jogador Rodinei.

... à 'cantoria' com os adeptos do Mengão, com os quais cantou a música que lhe foi dedica e que ecoou nos estádios nos últimos jogos: "Olé, olé, olé... mister, mister".

Depois de ter aterrado no aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, proveniente de Lima, no Peru, a comitiva mostrou a taça conquistada no sábado, num desfile que não passará pelo estádio do Maracanã.

O percurso é o seguinte: os jogadores e a equipa técnica vão de autocarro para a igreja da Candelária, no centro do Rio, onde começará o desfile dos campeões. O desfile será em veículo aberto da igreja até o monumento Zumbi dos Palmares, pela avenida Presidente Vargas.

O voo com a equipa carioca — que venceu no sábado a Taça Libertadores frente os argentinos do River Plate, por 2-1 — atrasou-se duas horas para partir de Lima, tendo chegado ao Rio de Janeiro perto das 11:00 locais (14:00 em Lisboa).

O Flamengo, orientado pelo português Jorge Jesus, conquistou no sábado pela segunda vez a Taça Libertadores, 38 anos depois, ao vencer o detentor do título na final da 60.ª edição da prova.

No Estádio Monumental, em Lima, no Peru, dois golos do ex-benfiquista Gabriel Barbosa, aos 89 e 90+2 minutos, deram o troféu aos brasileiros, depois de o colombiano Santos Borré dar vantagem aos argentinos, aos 14.

Os cariocas, que podem conquistar este sábado o sexto título de campeões brasileiros, só tinham conquistado o cetro uma vez, em 1981, então numa final com os chilenos do Cobreloa.

A avenida já foi interditada ao trânsito pelas autoridades às 06:00, horário local (09:00 em Lisboa).

De acordo com a polícia, um forte dispositivo de segurança foi montado naquela zona.

“É semelhante a um grande desfile de carnaval. Não haverá festa no Maracanã", disse o coronel Mauro Fliess, porta-voz da polícia militar.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.