“Obrigado a todos pelo vosso apoio. Agora começo uma nova vida”, disse o jogador nas redes sociais.

Cissé iniciou a sua carreira futebolística no Arles, cidade do sul de França onde nasceu, tendo depois passado pelo Nimes e pelo Auxerre, até que em 2004 foi transferido para o Liverpool por 20 milhões de euros.

Nos ‘reds’, sob o comando técnico do espanhol Rafa Benítez, Cissé venceu a Liga dos Campeões em maio de 2005, na final contra o AC Milan.

Nos anos seguintes, o jogador francês alinhou em mais nove clubes, de seis países diferentes, entre eles o Marselha (França), Sunderland (Reino Unido), Panathinaikos (Grécia), Lazio (Itália), Kouban Krasnodar (Rússia), Al-Gharafa (Qatar) e Bastia (França).

Pela seleção francesa disputou 41 partidas entre 2002 e 2011, tendo participado nos Mundiais de 2002 e 2010 pelos ‘bleus’.

Fora dos relvados, Cissé foi implicado em 2015, juntamente com o atacante do Real Madrid Karim Benzema, no processo de chantagem sobre o futebolista do Lyon Mathieu Valbuena.

Na origem da investigação está um vídeo de cariz sexual alegadamente protagonizado por Valbuena e que terá servido para chantagear o jogador.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.