“O que se passa com Balotelli? Passa-se que ele é negro, o que é que vos posso dizer? Ele trabalha para ficar mais branco, mas tem muitas dificuldades”, disse o presidente do Brescia, aparentemente em tom de brincadeira, à margem de uma reunião da Liga italiana.

O Brescia emitiu um comunicado a explicar que se tratou “evidentemente de uma brincadeira, manifestamente mal interpretada”, acrescentando que Cellino tentou “minimizar a excessiva cobertura mediática e proteger o jogador”.

Balotelli tem sido alvo de insultos racistas em alguns jogos, nomeadamente o que o Brescia realizou frente ao Verona, com a partida a ser interrompida durante vários minutos. O avançado chegou mesmo a ameaçar abandonar o terreno de jogo.

O caso levou o Verona a proibir Luca Castellini, líder do grupo de adeptos radicais do clube, de entrar no estádio do clube até 2030 após ter afirmado que o futebolista Mario Balotelli não era “totalmente italiano".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.