O clube, que perdeu o ‘play-off’ de manutenção/promoção com o Jahn Regensburg, deveria pagar até hoje uma verba entre os cinco e os dez milhões de euros à Federação alemã de futebol, mas o acionista maioritário recusa fazê-lo.

Hasan Ismaik, dono de 60 por cento do clube, diz não estar preparado para financiar a licença enquanto o 1860 Munique se recusar “a fazer as mudanças necessárias para resolver os muitos problemas que o clube enfrenta”.

O acionista, um milionário jordano, salienta que continuará a suportar o clube na quarta ou quinta divisões.

A equipa, treinada por Vítor Pereira, bicampeão português com o FC Porto, terminou a segunda divisão alemã em 16.º lugar, o que a obrigou a disputar o ‘play-off’ com o Jahn Regensburg, terceiro classificado na terceira divisão.

A equipa de Munique começou por empatar fora a 1-1, mas em casa perdeu por 2-0.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.